Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2017

MICHELLE OBAMA : LEGÍTIMA (E ADORÁVEL) ATÉ O FIM DO MANDATO

Imagem
Michelle Obama: legítima (e adorável) até o fim do mandato Os olhos do presidente americano Barack Obama só começaram a marejar-se em seu discurso de despedida do cargo, na terça-feira 10, quando ele citou a mulher, Michelle. “Você assumiu um papel que não pediu e o desempenhou com graça, coragem, estilo e bom humor”, disse ele em Chicago. Foi uma descrição emotiva, mas também precisa, da primeira-dama, que deixará a função no próximo dia 20 com uma popularidade maior que a do marido: 72% contra 64%.
Não há na Constituição americana nenhuma menção ao cargo de primeira-dama. Cabe a cada uma delas decidir o que pretende fazer e como. Quando estreou, há oito anos, Michelle chocou pela espontaneidade. Em entrevistas, disse que Obama roncava, cheirava mal pela manhã e não colocava a manteiga de volta na geladeira. Em meados de 2012, Jodi Kantor, repórter do jornal The New York Times, lançou a biografia Os Obamas, na qual dizia que Michelle entrava em conflito frequente com os assessores do …

MARIA MADALENA PODE ABRIR CAMINHO PARA QUE AS MULHERES SEJAM ORDENADAS NA IGREJA ?

Imagem
Direito de imagemALAMYImage captionCena do Evangelho segundo João ─ na qual Jesus chama Maria Madalena, que está de luto, e ela tenta tocá-lo ─ inspirou muitos artistas
Maria Madalena pode abrir caminho para que mulheres sejam ordenadas na Igreja?Trevor TimpsonBBC Os evangelhos retratam Maria Madalena como uma das companhias mais próximas de Jesus. Seu encontro emotivo com Jesus ressuscitado e seu suposto passado pecaminoso fascinaram os cristãos por séculos. O mais recente dos vários filmes sobre ela será lançado em breve. A heroína, interpretada pela atriz americana Rooney Mara (A Rede Social, Trash - A Esperança vem do Lixo e Carol), é vista como uma jovem que se une a "um novo movimento social radical" e "deve enfrentar a realidade do destino de Jesus e seu próprio lugar dentro dele". Enquanto isso, a Igreja Católica reforçou o status da santa. No ano passado, seu dia (22 de julho) foi promovido a uma festa, igual à da maioria dos discípulos do sexo masculino. Expli…

A HISTÓRIA DE ARTEMISIA GENTILESCHI,A PINTORA VIOLENTADA QUE SE VINGOU FAZENDO ARTE FEMINISTA NO SÉCULO 17

Imagem
Direito de imagemALLEN PHILLIPS/WADSWORTH ATHENEUMImage captionArtemisia Gentileschi foi uma artista de talento excepcional
A história de Artemisia Gentileschi, a pintora violentada que se vingou fazendo arte feminista no século 17Irene Hernández VelascoEspecial para a BBC Mundo "Trancou o quarto a chave e depois me jogou sobre a cama, imobilizando-me com uma mão sobre meu peito e colocando um dos joelhos entre minhas coxas para que não pudesse fechá-las. E levantou minhas roupas, algo que lhe deu muito trabalho. Pôs um pano em minha boca para que não gritasse. Eu arranhei seu rosto e arranquei seus cabelos." Esse é o relato de um estupro ocorrido há quatro séculos, mais especificamente no ano de 1611. A vítima era a italiana Artemisia Gentileschi, uma artista cujo talento pode ser comprovado pelo fato de ter sido a primeira mulher aceita na Academia de Belas Artes de Florença, na Itália, a mesma pela qual passou Michelangelo. Além de ter sido estuprada, ela teve de aguentar ver …

A IMPORTÂNCIA DA MULHER NA SOCIEDADE JAPONESA

Imagem
A importância da mulher na sociedade japonesaA importância do papel da mulher na sociedade japonesa
Muitos tem a ideia de que a mulher japonesa é submissa e tem pouca voz diante da sociedade. Apesar deste estereótipo perante o mundo ocidental, o papel da mulher japonesa dos tempos modernos sofreu uma evolução, embora ainda seja nítido os vestígios deixados pelas influências do Confucionismo, Budismo e Feudalismo.

Seguindo sua herança confucionista, a sociedade japonesa tende a valorizar o grupo ao invés do indivíduo. A família nesse caso seria um grupo e a mulher foi designada para ser a líder do seio familiar, cuidando do bem estar do marido e dos filhos. Já no budismo, existe uma crença de que a mulher deve ser subserviente ao marido. Já como herança dos tempos feudais, notamos que quando as mulheres se casam, elas abdicam de sua vida profissional para viver em função do marido, dos filhos e das tarefas domésticas, cuidando inclusive das finanças da família e sendo também responsáveis …