Postagens

CINEMA,MULHERES E A SUA EMPRESA - O ASSÉDIO SEXUAL E A DISCRIMINAÇÃO DE GÊNERO NA EMPRESA

Imagem
Cinema, mulheres e a sua empresa

Ainda ecoa o discurso da atriz e apresentadora Oprah Winfrey, após ganhar no último domingo (7) um prêmio do Globo de Ouro 2018. Em um potente discurso, ela falou sobre racismo e a força das mulheres. Mais de 300 atrizes, roteiristas, diretoras, agentes e outras executivas da indústria do entretenimento se vestiram de preto como parte de um movimento para enfrentar a generalização do assédio sexual em Hollywood. É uma causa, entretanto, que não deve se restringir ao cinema e muito menos a famosos. A discriminação de gênero acontece no mundo dos negócios, na rotina de uma empresa. Segundo dados da Secretaria de Políticas para as Mulheres, ligada ao governo federal, do total de registros feitos pelo Disque 180, 6% se referem a casos de assédio sexual no trabalho. Não é pouco. E é bom pontuar que uma a cada três mulheres sente que não há garantia de sigilo e proteção para denunciar casos de assédio, ofensa, ou situações de desigualdade de gênero nas empresa…

FEMINISTAS ACUSAM MANIFESTO DE CATHERINE DENEUVE DE "BANALISAR A VIOLÊNCIA SEXUAL"

Imagem
A feminista Caroline de Haas, autora do artigo em resposta ao manifesto, em uma fotografia de 2016.JOEL SAGETAFPFeministas acusam manifesto de Catherine Deneuve de “banalizar a violência sexual” Ativistas e políticas francesas respondem ao manifesto assinado por artistas e intelectuais
Não, não se trata de uma nova onda de “puritanismo”. E sim, há uma grande diferença entre seduzir e assediar. Cerca de trinta feministas e ativistas responderam duramente ao manifesto publicado na segunda-feira no jornal Le Monde e assinado por uma centena de intelectuais e artistas como Catherine Deneuve que, diante do “puritanismo” e das “acusações e denúncias públicas” de homens iniciadas depois do escândalo Weinstein com a campanha do #MeToo nas redes sociais, defendem “a liberdade de incomodar” como algo “indispensável para a liberdade sexual”. Em um artigo em resposta ao manifesto, escrito pela feminista Caroline de Haas e publicado no site da emissora de rádio France Info, as ativistas lamentam que …

SOBRE EMPODERAMENTO FEMININO - "EMPODERAMENTO É TER TOTAL PODER SOBRE A MINHA FALA"

Imagem
"Empoderamento é ter total poder sobre minha fala", diz a poeta Mel Duarte

Uma das estrelas da campanha do Nike Air Force 1, a poeta e slammer falou sobre racismo, feminismo e sobre o processo de sua afirmação negra

07/11/2017  Mel Duarte (Foto: Ju Colinas) Dar de encontro com Mel Duarte é um presente. Fica até difícil fugir dos clichês depois de um papo inspirador com a paulistana de 28 anos, que tem na voz o seu sustento. Mel é a exceção da regra na realidade brasileira: vive e respira poesia, vinte e quatro horas por dia. A poeta, nascida nos extremos da cidade, é também uma das expoentes do Poetry Slam no Brasil — campeonato de poesia onde, normalmente, os participantes têm até três minutos para apresentar uma performance. Mel é também uma das personalidades que estrelam a nova coleção da Nike, intitulada de Nocturne  — em celebração aos 35 anos do Air Force 1, tênis icônico da marca. Pensando nisso, a label escolheu Mel e outras mulheres, como a cantora Tássia Reis, para par…

BIANCA BIN FALA SOBRE FEMINISMO,ASSÉDIO,MENSTRUAÇÃO E PLANTAR A LUA - ENTENDA O QUE É O 'SAGRADO FEMININO' E COMO PARTICIPAR

Imagem
Vestido, brinco, anel, pulseiras, colar e sandálias, tudo Dior. Sutiã Gioconda Bianca Bin fala sobre feminismo, assédio, menstruação e plantar a lua Atriz é capa e recheio da Glamour de janeiro; leia um trecho exclusivo da entrevista 06/01/2018 - 08h06 



Capa e recheio da edição de janeiro , Bianca Bin, a heroína da novela das 9, "O Outro Lado do Paraíso", é discreta, mística, inteligentíssima e super good vibes. "Sou meio bruxa e tenho espírito de guerrilheira também. Desde muito nova aprendi a me colocar como mulher, pois tive uma criação machista", conta a artista, que é natural de Itu, no interior de São Paulo. Na entrevista concedida à Glamour, a atriz abre o jogo sobre suas primeiras vezes. Da paixão à decepção, ela fala sobre feminismoassédio, amor e até menstruação – ela planta sua lua todos os meses –, em um bate-papo leve e sem censuras com a nossa editora-sênior, Giovana Romani. Um trecho exclusivo você confere ao longo desta página! BIANCA BIN EM: A PRIMEIR…